Sabe quando você escolhe uma pessoa para estar ao seu lado? Dividindo das suas alegrias, fazendo com que você supere seus sofrimentos, que te leve do riso ao choro por coisas bobas, que vai de um mergulho na praia a um banho de cachoeira. Aquela pessoa com quem você quer dividir suas coisas, quer poder abraça quando quiser, poder beijá-la quanto estiver em apuros, poder até mesmo correr riscos para dar um gostinho de quero mais. Aquela pessoa que te faria sonhar acordado, que te entenderia e te apoiaria em seus projetos. Que te faria cafuné em dias de chuvas, que veria filmes com você cobertos por um cobertor por conta do frio. Que se arriscaria por ti assim como você se arriscaria por ela. Que te apresentaria a família, que pensaria em crescer contigo, em construir uma família, em fazer viagens lindas, até mesmo pessoa que brigará quando você estiver errado, quando o ciúme bater. Aquela pessoa com quem faria sexo e amor. A pessoa que seria sua amiga sua companheira. Mas, acima de tudo, aquela pessoa que te amaria loucamente. 
Aquela pessoa que você só escolheu para estar ao seu lado, mas que na real não existe.